Edifícios sustentáveis: Programa de apoio foi reforçado em 15 milhões de euros


"O Fundo Ambiental, criado pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, financia num total de 60 milhões de euros o Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, na sequência de um reforço de 15 milhões que agora recebe".

Segundo o Ministério do Ambiente e da Ação Climática, o Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis foi reforçado em 15 milhões de euros, para um total de 60 milhões financiados pelo Fundo Ambiental.

Numa nota enviada à imprensa pelo ministério liderado por João Pedro Matos Fernandes refere-se que "o Fundo Ambiental, criado pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, financia num total de 60 milhões de euros o Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, na sequência de um reforço de 15 milhões que agora recebe".

O programa abriu em 21 de junho de 2021, com uma dotação inicial de 30 milhões de euros, provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que conta com um total de 135 milhões de euros para aplicar na eficiência energética dos edifícios, até 2025.

Conforme o ministério, "o montante já financiado corresponde ao apoio a 16.148 candidaturas, o que envolve um apoio global de 26,8 milhões de euros, de um total de 56.552 candidaturas submetidas".

As tipologias que reúnem mais candidaturas referem-se a painéis fotovoltaicos (38,5%), janelas mais eficientes (34,5%) e bombas de calor (27%), acrescentou a tutela.

Já numa análise por regiões, Lisboa lidera as candidaturas (22,3%), seguida do Porto (11,7%), Setúbal (9%) e Braga (9%).